Incidência de câncer de pele aumenta em negros e latinos

moçaSabe-se que a pele negra, devido a sua alta quantidade de melanina, garante certa proteção cutânea, pois esta acaba servindo como uma espécie de filtro solar natural, ao ser exposta ao sol.

Porém, a Associação Médica Americana (AMA), levantou dados que afirmam que o número de casos de câncer de pele em negros e pessoas de origem hispânica vêm aumentando.

A AMA informa que a sobrevida em cinco anos a partir de melanoma – uma forma menos comum, mas mortal de câncer de pele – é apenas 59% em afro-americanos, em comparação com 85% de incidência em pessoas com pele mais clara. Além disso, a incidência de melanoma entre os hispânicos tem subido nos últimos 15 anos e é comparável à incidência entre os brancos.  Segundo pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer (NCI), a porcentagem de americanos que desenvolvem melanoma mais do que duplicou nos últimos 30 anos.

“Afro-americanos e hispânicos se submetem a exames menos frequentemente e acreditam que sua chance de desenvolver câncer de pele é menor em relação aos brancos”, disseram os pesquisadores. Muitas pessoas com pele mais escura não percebem que também estão em risco de câncer de pele, e que muitas vezes, as consequências são mais graves para esses pacientes do que para brancos.

Peter W. Carmel, membro da AMA, salienta, então, que todos, independentemente da raça ou origem étnica, devem ter a mesma proteção solar, usando um fator mínimo (FPS 15), e se mantendo fora do sol durante as horas de pico. Ele acrescenta que todos devem passar por exames regulares e que afro-americanos e hispânicos são muito menos propensos a praticar estes comportamentos.

Tal fato levou a AMA a participar da elaboração da Política de Prevenção ao Câncer de Pele para Comunidades de Cor, junto ao governo de Chicago. Tal política, portanto, prega o uso do filtro solar para a proteção do câncer de pele, independente da cor desta.

Fonte:http://www.isaude.net

Um comentário em “Incidência de câncer de pele aumenta em negros e latinos

  • 18/02/2011 em 17:06
    Permalink

    Eu gostaria muito de receber em meu en-mail todas as informações sobre esta aré sou acadêmico do ultimo ano de radiologia e quero muito contar com a ajuda desta renomada equipe .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *