medicina_legalA Medicina Legal ou Forense é a especialidade que, utilizando os conhecimentos técnico-científicos de todas as ciências que subsidiam a Medicina, tais como a Biologia, a Física, a Química e outras, presta esclarecimentos para a atuação da Justiça. A sua prática se dá através da Perícia Médica.

No Brasil, a atuação dos peritos médicos legistas, que são os peritos oficiais, está prevista no Código de Processo Penal.

Na variada temática objeto da Medicina Legal, pode-se traduzir sua divisão, da seguinte forma:
Antropologia forense – Procede ao estudo da identidade e identificação, como a datiloscopia, papiloscopia, irologia, exame de DNA, etc., estabelecendo critérios para a determinação indubitável e individualizada da identidade;Traumatologia forense – Estudo das lesões e suas causas

Asfixiologia forense – analisa as formas acidentais ou criminosas, homicídios e autocídios, das asfixias, sob o prisma médico e jurídico (esganadura, estrangulamento, afogamento, soterramento, etc.)

Sexologia forense – Trata da Erotologia, Himenologia

Obstetrícia forense, analisando a sexualidade em seu tríplice aspecto quanto aos efeitos sociais: normalidade, patológico e criminológico; Tanatologia – Estudo da morte e do morto;

Antropologia física forense
A antropologia física forense trata da identificação de restos humanos esqueletizados devido a sua grande relação com a biologia e a osteologia. Também examina, quando possível, as causas da morte, retratando e reconstituindo a cena da morte, através do exame dos ossos e das lesões, com o auxílio de criminalistas e médicos forenses.

Datiloscopia
É o processo de identificação humana por meio das impressões digitais.
A datiloscopia é uma das áreas da papiloscopia, que abrange ainda: a quiroscopia (identificação das impressões palmares); a podoscopia (identificação das impressões plantares); a poroscopia (identificação dos poros); e a critascopia (identificação das cristas papilares).

Traumatologia Forense
A Traumatologia Forense tem por objeto o estudo dos efeitos na pessoa das agressões físicas e morais, como também a determinação de seus agentes causadores.
Este reconhecimento é feito através do exame pericial na vítima, denominado exame de corpo de delito, pelo qual se atribui a extensão dos danos provocados.

Radiologia Forense – IML
É a Parte da radiologia que se relaciona com a criminalística, onde o Técnico em Radiologia pode trabalhar no IML, ajudando a recuperar provas de crime em um cadáver. Ex: PAF: Projétil de Arma de Fogo PAB: Perfuração Por Arma Branca

Nos Aeroportos na detecção de drogas em malas,na segurança de presídios para impedir a entrada de aparelhos celulares, armar e drogas, o técnico em radiologia forense executa suas atribuições executa suas atribuições juntamente com um médico legal, ou médico legista do serviço.

Fonte: http://broonell.blogspot.com/radiologia-forense.html Acessado em 29/09/2010